• 28/11/2018

05 erros mais comuns em Inglês

Brethren, hello!

Vamos aprender quais são e tentar ficar ao máximo longe deles? Veja agora os 05 erros mais comuns em Inglês.



1. Usar uma palavra em inglês com seu significado em português

Existem várias palavras que são similares nas duas línguas, mas que não possuem o mesmo significado! Elas são chamadas, tecnicamente, de falsos cognatos, e demandam uma atenção extra dos estudantes de Inglês para não usá-las na hora errada.


Um exemplo é a palavra pretend. Ela se parece muito com a palavra pretender, não é mesmo? Mas, apesar de ser similar, seus significados são bem diferentes. Enquanto pretender significa “ter a intenção de”, a palavra pretend significa “fingir”.


O mesmo acontece com actually (na realidade) e atualmente (nos dias de hoje); adept (especialista) e adepto (seguidor ou partidário); balcony (sacada) e balcão (tipo de bancada ou mesa); convict (condenado) e convicto (alguém que está convencido de algo) e tantos outros exemplos existentes.


2. Pronunciar “th” como se fosse a letra F

Esse, ousamos dizer, é o erro mais cometido, inclusive por estudantes que se dizem fluentes na língua. O fonema “th” não tem som de s nem de f.


Na realidade, não existe um som correspondente na língua portuguesa e, possivelmente, este é um dos motivos pelos quais os estudantes de Inglês cometem esse erro comumente.


Mr. Maia tem um vídeo especificamente sobre este assunto para você aprender a pronunciar corretamente e descobrir as possíveis variações existentes para o “th”. Clique aqui e acesse! https://www.youtube.com/watch?v=BKHxoF1dlXQ


3. Traduzir do português e não buscar uma versão em Inglês

Vamos ilustrar esse tópico com uma história verídica.


Um colega da equipe do Mr. Maia foi para os Estados Unidos em seu primeiro intercâmbio, quando era adolescente. Lá, quando ouviu um amigo espirrar, ele automaticamente pensou na resposta mais educada para essa situação.


Você deve estar pensando: ele falou “saúde” para a pessoa! E foi o que ele fez. Mas, infelizmente, ele traduziu literalmente o seu pensamento. Ele olhou para a pessoa e disse: health!


Health é “saúde” em Inglês, mas no sentido literal da palavra. Para os faladores de Inglês, quando alguém espirra, deve-se dizer: bless you (Deus - aqui subentendido - abençoe você).


Tente pensar em Inglês e não primeiro montar a frase em português para depois traduzi-la. Situações como essa serão evitadas!


4. Usar sempre “very” quando se quer dizer “muito”

Uma mesma palavra pode ter diversos significados, tanto no português quanto no Inglês. Meia, por exemplo, pode ser metade de algo ou uma parte de nosso vestuário e que aquece nossos pés. Obrigado também é um outro exemplo. Ao mesmo tempo que significa gratidão, também pode demonstrar que alguém não teve opções e foi forçado a fazer algo.


O mesmo serve para o inverso, quando uma mesma palavra possui vários significados. A palavra ponto, por exemplo, pode ser usada de diversas maneiras. Ele fez um ponto no jogo, este ponto é difícil de aprender com essa linha, a carne estava no ponto, e por aí vai.


Muito,  no Inglês, pode ser dito usando as palavras very, much e many, bem como as expressões a lot of e lots of. Você só precisa aprender a usar cada uma corretamente.


5. Dar som de “tch” ao “t”

Aqui é uma questão mais regionalista, mas que faz muitas pessoas errarem na pronúncia. Em algumas regiões do Brasil, é comum que o “t” seja pronunciado como “tchi”. Leitchi, presentchi, contentchi, etc.


Já no Inglês, isso não existe! A pronúncia do “t” deve ser seca, sem nenhum “ch” adicionado.


E você, já cometeu alguns desses erros? Conta pra a gente nos comentários ou deixe sua dúvida que ficaremos felizes em responder!


Leia também